Gengivite e Periodontite, doença gengival pode afetar diretamente os dentes

A doença da gengiva, conhecida por “doença periodontal” é uma inflamação da gengiva que, conforme sua evolução, pode se complicar e levar à perda dental e óssea (osso alveolar, que envolve e suporta o dente).

gengivite-periodontite

Geralmente acompanhada por dor, a doença periodontal é causada pela placa bacteriana (biofilme dental), a camada de bactérias e restos de alimentos que se forma continuamente na superfície dental. A falta de higienização oral correta, com a remoção da placa, faz com que a gengiva infeccione e  leva à doença periodontal.

A progressão da doença periodontal acontece em 3 estágios, do menos severo ao mais severo:

  1. Gengivite

O primeiro estágio da doença periodontal, que pode ocorrer com qualquer pessoa e em qualquer idade.

A falta de limpeza oral correta, ou seja, se a escovação e uso de fio dental deixarem impurezas na boca ou se não forem realizados, a placa bacteriana produzirá toxinas que afetam os dentes e a gengiva, causando inflamação no tecido gengival.

Neste estágio, as gengivas ficam vermelhas e inchadas. Elas pode sangrar com facilidade, sem ou quase sem a presença de dor. Aqui, a doença pode ser revertida sem ter causado maiores prejuízos à boca, uma vez que o tecido gengival e o osso que suporta o dente não foram atingidos pela inflamação.

  1. Periodontite

Caso não seja tratada, a gengivite pode evoluir e a infecção avança da gengiva para a região ao redor do dente, atingindo o tecido localizado abaixo da gengiva e o osso.

Aqui, tanto o osso quanto as fibras de sustentação dos dentes são danificados de forma irreversível. Além disso, mais placa bacteriana se acumula, avançando para a parte de baixo da gengiva, formando uma bolsa que pode alastrar a infecção.

Tratar a Periodontite de forma adequada evita que os dados bucais sejam ainda maiores.

  1. Periodontite avançada.

No estágio final da Periodontite, quando ela está avançada, os dentes começam a mudar de lugar e se abalam com facilidade, pois os ossos e as fibras de sustentação dos dentes foram destruídos.

Essa destruição impacta diretamente na mordida e, caso o tratamento não seja realizado com rapidez e eficiência, a perda dos dentes é praticamente certa.

Para tratar a gengivite, o melhor a fazer é seguir com o tratamento profissional. Por isso, caso você tenha algum dos sintomas abaixo, procure seu dentista imediatamente:

  • Gengiva vermelha, inchada e sangrando com facilidade
  • Afastamento da gengiva (recuo) em relação ao dente
  • Mau hálito persistente
  • Dentes moles
  • Pus em torno dos dentes e na gengiva

Ainda no primeiro estágio, uma boa higiene bucal pode resolver, mas, mesmo assim, é importante visitar o dentista, pois a limpeza profissional (raspagem) é a única forma de remover completamente a placa que se formou e calcificou (o tártaro) e eliminar o foco da infecção.

Nos estágios mais avançados da doença periodontal o dentista irá realizar procedimentos para aplainar as raízes em suas partes mais profundas, dificultando o endurecimento da placa bacteriana, ou, ainda, realizar procedimentos mais avançados, de acordo com a gravidade da evolução da doença.

Por isso, não deixe de realizar a higiene bucal ao menos 3 vezes por dia e visite seu dentista com regularidade.

 

 

Leave us a reply